Vencendo o medo de semear

1Rs 17:13-14 Elias, porém, lhe disse: "Não tenha medo. Vá para casa e faça o que disse. Mas primeiro faça um pequeno bolo com o que você tem e traga para mim, e depois faça algo para você e para o seu filho. 14 Pois assim diz o Senhor, o Deus de Israel: ‘A farinha na vasilha não se acabará e o azeite na botija não se secará até o dia em que o Senhor fizer chover sobre a terra’ ".

A provisão de Deus sempre é precedida de uma entrega. Se não houver uma disposição em abrir mão de algo, não haverá provisão de Deus. Isso é um princípio de Deus, o da semeadura. Sem plantio não há colheita.
A exigência do plantio é justamente no momento em que nós estamos mais necessitados. Conforme o caso dessa viúva. Ela estava vivendo numa escassez, mas naquele momento ele foi desafiada a fazer uma entrega. Foi por isso que o profeta a alertou: "não tenha medo".
Imagine se ela escolhe não semear; de qualquer maneira ela e o seu filho estariam condenados à uma morte miserável. Logo entendemos que o medo não nos leva à nada, apenas nos paralisa numa situação difícil, agravando-a.
O medo é o principal inimigo da fé. As argumentações que podem acontecer em nossa mente, na hora do desafio, são terríveis. No entanto a Palavra de Deus é suficientemente poderosa para vencer o medo; pois Deus é fiel para cumprir suas promessas. Plantar é uma escolha inteligente.
Se é o Senhor quem diz (assim diz o Senhor) por que estaríamos com medo? Houve algum motivo para que duvidássemos da Palavra do Senhor? Os escândalos financeiros envolvendo líderes cristãos surgem a cada dia; e isso vem com um objetivo: minar a nossa fé. No entanto precisamos estar posicionados na Palavra, independente de circunstâncias ou acontecimentos, pois Deus não muda seus princípios. Aqueles que estiverem dispostos a abrir mão de algo, semeando no solo profético, com certeza experimentarão uma colheita extraordinária.




O desafio de conhecer mais a Deus


Dt 28.1-2

1 Se vocês obedecerem fielmente ao Senhor, ao seu Deus, e seguirem cuidadosamente todos os seus mandamentos que hoje lhes dou, o Senhor, o seu Deus, os colocará muito acima de todas as nações da terra. 2 Todas estas bênçãos virão sobre vocês e os acompanharão, se vocês obedecerem ao Senhor, ao seu Deus.

Quem não quer ser abençoado? Mas o sucesso ou vitória que Deus nos dá dependem de obediência aos seus mandamentos.
Obedecer fielmente ao Senhor está diretamente proporcional ao conhecimento que eu tenho a respeito dos seus mandamentos. Como vou obedecer aquilo que não tenho conhecimento?
Conhecer a vontade de Deus é um desafio para todos nós, principalmente nesses dias em que estamos sufocados com tantas informações e formas de distrações. Não é suficiente saber alguns versículos da Bíblia, precisamos mergulhar em suas entrelinhas para conhecer de fato ao Senhor, e isso dá trabalho e demanda tempo. Precisamos ser disciplinados e visionários.
É impossível ficar abrindo a Bíblia para pesquisar qual atitude devo tomar em determinada situação; os acontecimentos são imprevisíveis e em grande quantidade diária. Para isso, preciso estar exercendo sempre a meditação Bíblica, buscando assimilar o caráter do próprio Deus, e então Ele se revelará a mim, ficará meu amigo, sentirei sua presença bem perto e então saberei proceder em qualquer circunstância da vida. As minhas decisões vão construir o meu futuro.
Isso é maravilhoso.
Dentro disso, está a oração. Creio que é impossivel separar a oração da Palavra. Ambos estão ligados, um depende do outro, um respalda o outro. São duas asas, dois fatores que me tiram do natural e me transportam para o sobrenatural. Esse é o verdeiro alimento que precisamos. Isso muda a história de qualquer pessoa.

A nossa vida é feita a cada dia



Este é o dia que fez o Senhor; regozijemo-nos, e alegremo-nos nele. Salmos 118:24

Da mesma forma que uma grande parede é construída a partir de pequenos tijolos, assim é a nossa vida; ela é feita a cada dia. Um dia a gente nasce. Um dia a gente morre. Todos os acontecimentos ocorrem num determinado dia.

Geralmente não damos valor às partes, mas valorizamos o todo; no entanto esquecemos que esse todo é construído por pequenas partes.

Quando ouvimos alguém dizer: “minha vida não tá legal”, significa que os dias dessa pessoa não estão nada bem.

Por outro lado, entendemos que quando se tira uma amostra de um copo d’água do oceano, nele contém todos os elementos do próprio oceano. Aquela pequena parte descreve toda aquela imensidão. Paralelo a isso, podemos afirmar que da maneira a qual vivo a cada dia, refletirá na minha qualidade de vida no todo.

A Bíblia Sagrada contém vários textos que nos ensinam a valorizar cada dia. “Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos corações sábios.” Salmos 90:12. O próprio Jesus nos ensinou a orar pedindo ao Pai o pão de cada dia.

A forma com a qual administramos essas preciosas 24 horas é fundamental para vivermos uma vida que venha a valer a pena. Presumo que há muitos ladrões de tempo, tais como: dormir muito, conectado sempre com o mundo virtual, lazer exacerbado, etc... O segredo é gastar as 24 horas com atividades que realmente são importantes. Tudo é uma questão de foco e administração.

A melhor forma de começar bem o nosso dia é reconhecer que Deus nos proporcionou esse privilégio. Logo devemos nos alegrar com isso, vivendo uma vida que O glorifica. As nossas atividades diárias devem ser exatamente o que Lhe agrada; porque se estamos vivendo mais um dia, devemos isso a Ele.